Andima diz que são positivas as perspectivas para o mercado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 31 de janeiro de 2005 as 17:17, por: cdb

O mercado brasileiro de debêntures vai bem e as perspectivas são positivas para 2005, analisou nesta segunda-feira o superintendente geral da Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro (Andima), Paulo Sampaio.

As emissões já efetuadas e as anunciadas neste início do ano, que alcançam cerca de R$ 8 bilhões, já se aproximam do montante registrado em 2044, que atingiu R$ 9,6 bilhões.

– É uma boa expectativa – afirmou Sampaio.

Ele disse que a Andima estima, “de forma bastante conservadora”, que o mercado de debêntures apresente R$ 14 milhões em emissões este ano.

Sampaio frisou que, como se tratam de operações estruturadas, de empresas de primeira linha, com tradição no mercado, os papéis já têm uma visão de colocação prévia. Isso significa que a demanda é firme, ou positiva. Outro fator favorável ao crescimento do mercado de debêntures é sua boa rentabilidade, acrescentou o superintendente.

Entretanto, avalia, a quantidade de papéis emitidos é ainda muito reduzida em relação à demanda. Trata-se de um nicho de mercado pouco explorado, mas que a Andima considera aconselhável, por exemplo, para fundos de pensão, que têm passivos de longo prazo de 20 a 30 anos:
– Que podem ser colocados em carteira, sem a necessidade de ficar girando carteira para fazer rentabilidade – disse Sampaio.

O estoque de debêntures no mercado gira em torno de R$ 50 bilhões.