Analistas acreditam que juros vão cair mais rapidamente

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de outubro de 2006 as 11:57, por: cdb

Analistas de mercado reduziram, pela segunda semana consecutiva, a projeção para o patamar em que a taxa básica de juro da economia brasileira estará no final de 2007. De acordo com levantamento feito semanalmente pelo Banco Central, divulgado nesta segunda-feira, os analistas e empresas consultadas estimam que a taxa Selic fechará o ano de 2007 em 12%, 0,25 ponto percentual abaixo da estimativa feita anteriormente.

Para 2006, entretanto, a aposta continua sendo a de que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduzirá a meta da taxa Selic será reduzida em 0,25 ponto percentual em novembro e fechará o ano em 13,50%. No caso da inflação, as projeções para 2006 e 2007 ficaram praticamente no mesmo patamar. Para este ano, os analistas estimam que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulará uma alta de 2,98% no ano. Para 2007, a estimativa é de uma alta de 4,16%.

Nos dois casos, as projeções estão abaixo do centro da meta estabelecida pelo governo, de 4,5%, com margem de variação de dois pontos percentuais, para cima ou para baixo. As estimativas para a taxa de expansão da economia do país também não foram alteradas. As projeções são de um crescimento de 3% em 2006 e de 3,5% em 2007.

Para a balança comercial, os analistas apostam em um superávit de US$ 44 bilhões este ano, valor que deve ser reduzido para US$ 38 bilhões no próximo ano.