Americano confessa que matou mais de 40 mulheres

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de novembro de 2003 as 17:09, por: cdb

O pintor de caminhões Gary Leon Ridgway, de 54 anos, de Auburn, Washington, confessou o assassinato de mais de 40 mulheres ao longo das últimas duas décadas, para evitar a pena de morte.

Ridgway, que confessou ser o chamado assassino de Green River, compareceu nesta quarta-feira ao Tribunal do Condado de King, para mudar a afirmação anterior de que não era culpado, depois de passar semanas conduzindo a polícia aos locais onde ele deixara os corpos de mulheres jovens, começando pelo Rio Verde (Green River), ao sul de Seattle. A maioria das mortes ocorreu de 1982 a 1984.

— Eu queria matar tantas mulheres que achasse que fossem prostitutas quanto possível — disse Ridgway, que responde por 48 acusações de assassinato.