Ameaça de guerra eleva preço do barril de petróleo em até US$ 8

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 14:40, por: cdb

O aumento do preço do petróleo não é derivado de uma escassez no abastecimento, mas da ameaça de uma guerra ao Iraque, segundo o venezuelano Alvaro Silva Calderón, secretário da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep).

“A ameaça de uma guerra no Iraque” faz o barril custar de “seis e oito dólares a mais”, afirma Silva Calderón em declarações à revista semanal alemã Focus.

O barril de petróleo (159 litros) atualmente custa cerca de 33 dólares, acima da média de preços desejada pela Opep, que oscila entre 22 e 28 dólares.

Calderón assegurou que, em caso de uma guerra, a Opep possui as reservas necessárias para assumir os dois milhões de barris diários que o Iraque deixará de disponibilizar ao mercado.

Os ministros de Energia e de Petróleo da Opep se reunirão em Viena na próxima terça-feira para coordenar as políticas petroleiras da organização e analisar a situação do mercado mundial.

Silva Calderón afirmou à Focus que os ministros desejam forçar a queda dos preços, mas descartou um aumento da produção, já que a média atual dos preços “nada tem a ver com a situação da provimento de petróleo”.

Comments are closed.