Amazônia, adeus

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de março de 2007 as 14:53, por: cdb

Amazônia, adeus

 

A euforia do governo brasileiro com o etanol tem justificativa econômica, mas implica em grave risco político. O crescimento das plantações de cana-de-açúcar vem preocupando consumidores e ambientalistas dos países desenvolvidos, que pressionam seus governantes a apoiarem a campanha pela internacionalização da Amazônia. A notícia que espalham na imprensa mundial é de que o Brasil está derrubando a floresta para ampliar as plantações, o que não deixa de ser verdade, mas os números do desmatamento são propositadamente superdimensionados pelos denunciantes.

 

Hotel do futuro

 

Até dia 18, os visitantes do “Casa Hotel”, evento de decoração hoteleira em Sâo Paulo, vão conhecer o quarto que obedece a voz do hóspede. A novidade se propõe a atender deficientes físicos e foi desenvolvida pelo Genius Instituto de Tecnologia. Os comandos de voz podem ser usados para acender ou apagar as luzes, abrir ou fechar portas e persianas, entre outras ações. É a tecnologia a favor da acessibilidade.  

 

Manifesto

 

Ao assinar e divulgar um manifesto pela preservação da floresta, os atores da minissérie Amazônia jamais imaginariam contribuir para a campanha de internacionalização da Amazônia. Imediantamente, a poderosa produtora MGM se encarregou de divulgar o manifesto em suas emissoras de TV a cabo.

Os atores estão agindo como massa de manobra  ou inocentes úteis, como se dizia antigamente.