Alunos da UFRJ protestam por colega desaparecido

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 4 de abril de 2006 as 10:12, por: cdb

Alunos da faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) realizaram manifestação, nesta terça-feira, em frente à Assembléia Legislativa do Rio (Alerj) para pedir providências à Comissão de Diretos Humanos sobre o desaparecimento do aluno Marcos Vinícius da Silva Amaral.

O universitário está desaparecido há nove dias, na Penha, onde mora. Colegas dele suspeitam que ele tenha sido seqüestrado por traficantes, para realizar algum procedimento médico, e não foi libertado até agora. Outro motivo do protesto é pedir mais segurança para o campus da universidade, no Fundão. O local é conhecido como ponto de desova de cadáveres e o número de estupros a estudantes tem aumentado ano após ano.

A PM chegou a instalar um Posto de Policiamento Comunitário na região, mas raramente é encontrado alguma viatura em ronda pelo campus, um dos maiores do Estado do Rio. A rotina de violência no local existe há vários anos e o próprio reitor da UFRJ, Aluísio Teixeira, já foi assaltado. Ele foi rendido pelos criminosos e teve o carro roubado no estacionamento, há dois anos.