Altamiro Borges: Nahas e Daniel Dantas fazem a festa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 13:38, por: cdb

Daniel Dantas e Naji Nahas, os mega-especuladores envolvidos em dezenas de processos por crimes financeiros, lavagem de dinheiro e outras maracutaias, devem ter feito uma baita festança nesta semana. Num país em que só ladrão de galinha vai preso, os dois agiotas continuam livres, embolsando fortunas e contando com a cumplicidade de governantes, do Judiciário e da mídia rentista.

Por Altamiro Borges
Daniel Dantas e Naji Nahas, os mega-especuladores envolvidos em dezenas de processos por crimes financeiros, lavagem de dinheiro e outras maracutaias, devem ter feito uma baita festança nesta semana. Num país em que só ladrão de galinha vai preso, os dois agiotas continuam livres, embolsando fortunas e contando com a cumplicidade de governantes, do Judiciário e da mídia rentista.

Pinheirinho e fazendas de gado

A violenta, covarde e ilegal desapropriação do Pinheirinho, área ocupada por 2 mil famílias em São José dos Campos, presenteou o “banqueiro” Naji Nahas. A área é parte da massa falida da sua empresa, a Selecta, e a futura venda do terreno de 1,3 milhão de metros quadrados, avaliado em R$ 180 milhões, ajudará a pagar parte da sua milionária dívida de impostos com a prefeitura local.

Já Daniel Dantas foi presenteado com a notícia de que a Justiça Federal desbloqueou 27 fazendas de gado de sua “propriedade”. Elas tinham sido confiscadas em julho de 2009 em decorrência da Operação Satiagraha, desencadeada pela Polícia Federal para investigar os crimes financeiros patrocinados pelo agiota. Segundo matéria do Estadão de ontem (24), agora os seus “bens” foram liberados.

A serviço dos banqueiros-bandidos

Enquanto milhares de famílias do Pinheirinho estão abandonadas, algumas delas confinadas em “campos de refugiados”, e outros milhões de brasileiros padecem com a ausência da reforma agrária, os dois banqueiros-bandidos curtem as decisões favoráveis do Poder Judiciário e a truculência da polícia contra o direito à moradia e a terra.

A quem serve a “Justiça” no Brasil, tão lenta para desapropriar terras de bandidos e tão rápida para desbloquear os seus bens? Quais os motivos para a ação violenta no Pinheirinho do governador Geraldo Alckmin e do prefeito de São José dos Campos, ambos dos PSDB? Dantas e Nahas têm notórias relações com alguns “políticos”, financiam campanhas eleitorais. Esta é a compensação?

 

..