Alonso vence na Austrália e dispara no campeonato

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 2 de abril de 2006 as 11:57, por: cdb

Marcado por acidentes, o Grande Prêmio da Austrália marcou mais uma vez a presença do espanhol Fernando Alonso, da Renault, no lugar mais alto do pódio. A prova foi disputada na madrugada deste domingo (horário de Brasília), em Melbourne. Esta foi a terceira etapa da temporada, a segunda na lista de vitórias do atual campeão da categoria, que agora dispara no ranking dos melhores pilotos, com 28 pontos conquistados, o dobro de vantagem sobre os segundos colocados, Giancarlo Fisichella, da Renault, e Kimi Haikkonen, da McLaren, que terminou o GP da Austrália em segundo lugar.

O pódio em Melbourne foi completado pelo alemão Ralf Schumacher, da Toyota, que ocupa sétima posição na classificação, com sete pontos. Após largar em 16º lugar e beneficiado pelos acidentes ao longo da corrida, o brasileiro Rubens Barrichello, da Honda, marcou seus dois primeiros pontos ao chegar em 7º. Pela primeira vez na temporada, encerrou uma prova à frente de seu companheiro de equipe, o inglês Jenson Button, que fizera a pole position no treino de sábado. Ele era o quinto colocado até a última reta, quando, a pouco metros da faixa final, seu motor explodiu e Button foi obrigado a abandonar a corrida.

Apenas 13 carros chegaram ao fim da corrida. Na primeira curva, ficou o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari. Depois de tocado por dois carros, perdeu o controle, bateu na traseira de Nico Rosberg, da Willians, e parou junto ao muro. Algumas curvas à frente, Coulthard se envolveu em outro acidente com Jarno Trulli, que também deixou a corrida. A confusão foi tamanha que pediram a entrada do safety-car na pista. O carro de segurança ainda teria de interromper a prova mais três vezes, devido às batidas de Christian Klien, Michael Schumacher e Vitantonio Liuzzi.

A próxima etapa do Mundial de F1,  em San Marino, será disputada no dia 23 de abril, no circuito de Ímola, na Itália.

Classificação final do Grande Prêmio da Austrália

1º Fernando Alonso (ESP/Renault), 57 voltas em 1h34min27s870
2º Kimi Raikkonen (FIN/McLaren-Mercedes), a 1s829
3º Ralf Schumacher (ALE/Toyota), a 24s824
4º Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber), a 31s032
5º Giancarlo Fisichella (ITA/Renault), a 38s421
6º Jacques Villeneuve (CAN/BMW Sauber), a 49s554
7º Rubens Barrichello (BRA/Honda), a 51s904
8º David Coulthard (ESC/Red Bull-Ferrari), a 53s983
9º Jenson Button (ING/Honda), a 1 volta
10º Christijan Albers (HOL/MF1-Toyota), a 1 volta
11º Scott Speed (EUA/Toro Rosso-Cosworth), a 1 volta
12º Takuma Sato (JAP/Super Aguri-Honda), a 2 voltas
13º Yuji Ide (JAP/Super Aguri-Honda), a 3 voltas

Não completaram a prova

Juan Pablo Montoya (COL/McLaren-Mercedes)
Tiago Monteiro (POR/MF1-Toyota)
Vitantonio Liuzzi (ITA/Toro Rosso-Cosworth)
Michael Schumacher (ALE/Ferrari)
Mark Webber (AUS/Williams-Cosworth)
Christian Klien (AUT/Red Bull-Ferrari)
Jarno Trulli (ITA/Toyota)
Nico Rosberg (ALE/Williams-Cosworth)
Felipe Massa (BRA/Ferrari), 2

Classificação do Mundial de Pilotos da Fórmula 1

1º Fernando Alonso – 28 pontos
2º Giancarlo Fisichella – 14
3º Kimi Raikkonen – 14
4º Michael Schumacher – 11
5º Jenson Button – 11
6º Juan Pablo Montoya – 9
7º Ralf Schumacher – 7
8º Nick Heidfeld – 5
9º Jacques Villeneuve – 5
10º Felipe Massa – 4
11º Mark Webber – 3
12º Rubens Barrichello – 2
13º Nico Rosberg – 2
14º Scott Speed – 1
15º Christian Klien – 1

Classificação do Mundial de Construtores

1º Renault – 42
2º McLaren – 23
3º Ferrari – 15
4º Honda – 13
5º BMW Sauber – 10
6º Toyota – 7
7º Williams – 5
8º Red Bull – 2