ALFABETIZADORES SÃO ORIENTADOS PARA ATUAREM NA EDUCAÇÃO POPULAR

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 15:37, por: cdb

25/01/2012 | 16:24

ALFABETIZADORES SÃO ORIENTADOS PARA ATUAREM NA EDUCAÇÃO POPULAR

Formação específica ocorre até o próximo dia 3. Objetivo é subsidiar educadores populares com conhecimento, técnicas e métodos específicos para o público atendido pelo programa

Até o próximo dia 03, alfabetizadores cadastrados no Programa AJA-Expansão/Brasil Alfabetizado, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (SME) em parceria com o governo federal, recebem formação específica para atuarem com a proposta de educação popular. O curso ocorre no Centro de Formação dos Profissionais da Educação, localizado na Av. Paranaíba, nº 871, Setor Central, de segunda à sexta-feira, no horário das 19h às 21h30.

A qualificação busca subsidiar os educadores populares com conhecimento, técnicas e métodos específicos para o público atendido pelo Programa, que se caracteriza pela formação de turmas de alfabetização inseridas em locais alternativos como igrejas, associações, empresas e sindicatos para atender pessoas com mais de 15 anos que não ainda não sabem ler e escrever.

Ao todo, serão dez encontros em que os conteúdos serão apresentados de modo a trabalhar o lema do Aja-Expansão/Brasil Alfabetizado: “Ler o mundo, escrever a vida”. Entre os aspectos estudados estão itens como processo de alfabetização de adultos, o que é educação popular, linguagem, processo de construção do conhecimento e organização da prática pedagógica.

Cadastro
A SME ainda recebe inscrições de educadores populares. Os interessados podem procurar a Divisão de Ensino Fundamental de Adolescentes, Jovens e Adultos (DEF-AJA) da SME, localizada na rua 226, nº. 794, Setor Leste-Universitário, nos horários de 8 às 12 horas e de 14 às 18 horas.

O cadastro é destinado a pessoas com engajamento comunitário. É necessário apresentar documentos pessoais como carteira de identidade e comprovante de endereço, além da cópia do diploma de conclusão do ensino médio. O educador popular recebe ajuda de custo no valor de R$ 250 para carga horária semanal de dez horas.

A coordenadora do AJA-Expansão, Márcia Pereira Melo, explica a importância da ligação do educador popular com a comunidade. “Vamos trabalhar com pessoas que ficaram muito tempo sem estudar e que, muitas vezes, sequer revelam que não sabem ler e escrever. Por isso, se o alfabetizador for alguém próximo ao aluno, facilita tanto nos aspectos pedagógicos quanto de socialização”, afirma.

Aja-Expansão
O Programa é uma parceria com o governo federal e busca diminuir os níveis de analfabetismo em todo o país. Em 2001, a Secretaria Municipal de Educação (SME) aderiu a proposta, oferecendo ensino em locais alternativos com o objetivo de criar oportunidade de alfabetização para jovens e adultos que não tiveram acesso à escolaridade. A iniciativa já alfabetizou mais de 14,5 mil pessoas em Goiânia.

Serviço:
Assunto: Formação inicial dos educadores populares
Data: até 03/02
Horário: 19h às 21h30
Local: Av. Paranaíba, nº 871, Setor Central – Centro de Formação dos Profissionais da Educação
Contato: Assessoria de Comunicação da SME – 35245054