Alemanha vai testar escaneador de corpos no Aeroporto de Hamburgo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de dezembro de 2010 as 14:05, por: cdb

A Alemanha decidiu colocar em teste os escaneadores de corpo, usados no controle de segurança em locais de grande movimentação. A fase de teste começará em setembro no Aeroporto de Hamburgo, afirmou o ministro alemão do Interior, Thomas de Maizière.

O uso da tecnologia já causou bastante controvérsia no país. Na Alemanha, o temor era que os escaneadores de corpo violassem a privacidade dos passageiros. O debate ficou mais acirrado depois que veio à tona a tentativa da Comissão Europeia de tentar introduzir o aparelho em todos os seus aeroportos, em outubro de 2008. Nos aeroportos da Holanda e do Reino Unido, tais escaneadores já estão em ação.

Em entrevista ao jornal Bild am Sonntag, o ministro Thomas de Maizière disse que a polícia alemã fez apurados testes com escaneadores e acompanhou o desenvolvimento dos equipamentos juntamente com o fabricante.

“O aparelho não mostra uma imagem real do corpo”, ressaltou Maizière. Segundo a explicação do ministro, objetos e pessoas serão representados esquematicamente, somente de forma delineada.

Em busca da melhor opção

O tipo de equipamento escolhido, assegura o ministro, não identifica os contornos e detalhes das pessoas checadas. Após o controle de segurança, as imagens reveladas pelo escaneador serão imediatamente apagadas – não haverá armazenamento de dados desse tipo.

O escaneador precisa de apenas dois segundos para fazer a análise do passageiro até a pele, tempo suficiente para identificar a existência de armas ou explosivos. Os objetos suspeitos são mostrados na tela através de um ponto vermelho, o que facilita a revista dos funcionários de segurança.

O escaneador de corpos usado pela polícia federal alemã em Hamburgo usará as chamadas ondas de milímetro. Quanto a isso, o ministro enfatizou que não há motivo de preocupação para os passageiros: “Os especialistas fizeram testes cuidadosos e asseguram que a radiação do escaneador de corpo não traz risco à saúde.”

Testes e produção

Apesar dos diversos testes, o equipamento ainda não está pronto para ser produzido em série. Segundo o ministro, o objetivo do programa a ser implantado no Aeroporto de Hamburgo é eliminar dúvidas quanto à eficiência do equipamento. “Nós queremos esclarecer também se o escaneador de corpo faz, de fato, o controle mais rapidamente do que fazemos até agora”, explicou Maizière.

O Aeroporto de Hamburgo é o quinto maior da Alemanha: em 2009, 12 milhões de passageiros passaram por seus terminais. Não se sabe ainda se todos os aeroportos do país receberão a mesma tecnologia – tudo vai depender dos resultados dos testes que serão feitos em Hamburgo.

A participação dos passageiros é facultativa. Durante a fase de testes, os passageiros que forem escaneados poderão opinar sobre o novo sistema, informou o ministro alemão.

NP/rts/dpa
Revisão: Carlos Albuquerque