Alemanha: Cortes nas aposentadorias dividem oposição

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 21 de outubro de 2003 as 16:47, por: cdb

Os planos do governo de onerar os aposentados são motivo de divergências dentro da oposicionista União Democrata Cristã (CDU). Inúmeros políticos do alto escalão, entre os quais a presidente da CDU, Angela Merkel, rechaçam as medidas que o governo propôs com a meta de manter estável a alíquota de contribuição para a Previdência. O líder da chamada Comissão Social da CDU, Hermann-Josef Arentz, conclamou a ala esquerda do Partido Social Democrata (SPD) a votar contra os planos do próprio governo. Só assim, afirmou, pode ser evitada uma situação calamitosa para os aposentados.

Já o governador democrata-cristão da Saxônia-Anhalt, Wolfgang Böhmer, diz que os planos são acertados, diante de um rombo de dez bilhões de euros na Previdência. Aumentar a alíquota de contribuição e, com isso, os custos salariais, não são a solução, afirmou.