Alckmin diz que uniformização do ICMS ajudará a combater sonegação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 13 de outubro de 2003 as 17:38, por: cdb

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse há pouco, em depoimento na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que é favorável à unificação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Segundo ele, a unificação é benéfica ao país e constitui um instrumento a mais para o combate à sonegação. Quanto aos tributos indiretos, Alckmin entende que eles devem ser discutidos no futuro e não agora, na reforma tributária.

Alckmin disse que São Paulo é contra a constitucionalização da guerra fiscal, mas é favorável à fixação da data de 30 de abril para os incentivos fiscais. Na opinião do governador paulista, os estados e municípios não deveriam pagar o Pasep para a União.

Ele disse que é favorável à mudança na Cofins, que irá desonerar as cadeias produtivas longas. Por fim, o governador paulista defendeu o enxugamento da reforma tributária, lembrando que o detalhamento deve ficar por conta da legislação complementar.