Alceu Valença faz show e relembra eternos sucessos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de setembro de 2003 as 21:26, por: cdb

Alceu Valença abre o show de lançamento de seu DVD “Ao Vivo em Todos os Sentidos” causando estranhamento no público: marcado pelo forró, o show começa com um rock chamado “Perdeu o cio”.

No entanto, o repertório logo se “normalizou” e os forrozeiros puderam curtir todo o show dançando nos cantos do Tom Brasil, que ocupou a pista com as mesas. O figurino de Alceu era uma longa capa preta que o assemelhava ao Drácula. No palco, alguns pedaços de pano esvoaçantes lembravam chamas.

Na música “Tesoura do desejo”, Alceu chamou ao palco Luiza Possi, filha de Zizi Possi, com quem ele já havia gravado a mesma música no final dos anos oitenta. A noite foi regada com os eternos sucessos de “Como dois animais”, “Morena tropicana” e “Belle de jour”, sendo a única inédita da noite a música “Julia, Julio”, que conta como se apaixonar em meses frios.

Enquanto o show rolava, na platéia era simulado um carnaval com direito a confete, (brindes em saquinhos deixados em cada mesa) e bebidas, essas, não cortesia.

Todo o show teve linda iluminação e figurino, mas o melhor da produção ficou para a hora do “bis” em que Alceu surgiu ao palco vestido como da alta oligarquia colonial, com direito a calças bufantes e chapéu pomposo.