Ainda há pessoas desaparecidas por causa do temporal que inundou São Paulo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de janeiro de 2011 as 15:36, por: cdb

São Paulo – O Corpo de Bombeiros ainda trabalha na busca e no resgate das vítimas das chuvas no estado de São Paulo. Ainda há pessoas desaparecidas em Mauá, na Grande São Paulo, e em São José dos Campos, no Vale do Paraíba. Foram confirmadas 13 mortes em todo o estado entre a noite de ontem (10) e a madrugada de hoje (11). Só na região metropolitana, seis pessoas morreram.

De acordo com informações do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), há 52 pontos de alagamento na capital paulista, sendo 25 transitáveis e 27 intransitáveis. Toda a cidade permanece em estado de observação (quando não há mudanças significativas nas condições do tempo). Hoje não choveu e o sol chegou a aparecer por alguns momentos, mas, segundo o CGE, há previsão de pancadas de chuva para o fim da tarde.

A Defesa Civil do município informou que há oito regiões em estado de alerta para deslizamentos. Segundo o coordenador municipal da Defesa Civil, Jair Paca de Lima, “o estado atual da cidade é de volta à normalidade, mas a chuva já está voltando. A orientação que damos é para que as pessoas fiquem atentas a rachaduras, afundamentos, postes entortando, portas e janelas que não fecham, água barrenta ou mal cheirosa. Esses são sinais suficientes para chamar a Defesa Civil”, disse.

Edição: Vinicius Doria

Leia também:

Para Kassab, com chuvas acima da média não há investimento que evite enchentes Previsão do Inmet é de mais chuva para Sudeste e Centro-Oeste Chuva na capital paulista já atingiu 93% do esperado para todo o mês de janeiro Sobe para 13 número de mortos em consequência das chuvas em SãoPaulo Ceagesp reabre depois de alagamento provocado pela chuva Chuva provoca caos na cidade de São Paulo, que registra 26 pontos de alagamento