Aids pode custar mais de US$ 42 bilhões à China

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de junho de 2006 as 08:19, por: cdb

A aids, a terceira doença contagiosa mais mortífera da China, ameaça os cofres do país, com previsões de prejuízos astronômicos nos próximos cinco anos, afirma, nesta quarta-feira, o jornal <i>China Daily</i>.

A previsão é de que a propagação da doença vai custar US$ 42,25 bilhões até 2011, anunciou Zeng Yi, chefe do Centro para a Prevenção da aids e Doenças de Transmissão Sexual do Ministério da Saúde. O cálculo se deve principalmente à redução nos recursos humanos.

O economista Li Jingwen, da Academia Chinesa de Ciências, avaliou além disso as perdas no Produto Interno Bruto e da produtividade do setor agrário em US$ 2,05 bilhões.

O Ministério da Saúde calcula que na China há 650 mil pessoas infectadas pelo Vírus de Imunodeficiência Humana (HIV), com 70 mil novos casos em 2005 e 25 mil mortes.

Do total, 49,8% dos contágios aconteceram por relações sexuais sem proteção, 48,6% por consumo de drogas por via intravenosa e 1,6% em transmissão de mães para filhos.