Aids: 75% dos brasileiros não usam caminha sempre

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007 as 19:06, por: cdb

Os brasileiros são quase unânimes em apontar a camisinha como a maneira mais eficiente de evitar a aids, mas boa parte deles tem o hábito de não usá-la na hora de fazer sexo.

Pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz revelou que 75% da população sexualmente ativa não usa preservativo em todas as relações sexuais, apesar de a grande maioria (95,9%) citá-lo como principal forma de prevenção contra aids e outras doenças sexualmente transmissíveis.

O estudo mostrou também que 60% da população entre 15 e 54 anos não costuma usar camisinha com parceiros fixos, e que isso é responsável pelo aumento no número de mulheres casadas portadoras do vírus HIV. Quando a relação sexual é com parceiros eventuais, a relação se inverte: 33% não usa.

Os dados foram registrados a partir de um sistema de monitoramento de aids da fundação (Monitoraids), que cruza dados do Ministério da Saúde com indicadores do Programa Global de Aids no Brasil e da instituição internacional Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

De acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que haja 600 mil soropositivos no Brasil.