AGU diz que Lei da Ficha Limpa terá que evoluir nos casos de presunção de inocência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de março de 2011 as 19:05, por: cdb

Débora Zampier
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O Advogado-Geral da União, Luís Inácio Adams, afirmou hoje (24) que a Lei da Ficha Limpa precisa evoluir em relação aos casos que envolver o princípio da presunção de inocência até que o assunto seja resolvido em última instância pela Justiça. Ele falou com jornalistas após o lançamento do Prêmio Innovare no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

“Eu acho que a Lei da Ficha Limpa vai ter que evoluir, porque o mérito da solução muitas vezes bate de frente com as presunções de inocência que todos têm no processo de decisão judicial”, disse Adams, ao ser perguntado sobre questionamentos sobre a constitucionalidade da norma.

Ele disse também que “é necessário compreender que a judicialização da política também acontece na forma de processo competitivo. As denúncias podem ser interessadas, e o processo tem que ser muito bem equilibrado para evitar que tenha inocentes condenados por antecipação, que é a pior condenação que pode ter”.
 

 

Edição: Rivadavia Severo

JustiçaLei da Ficha Limpaagu