Agentes penitenciários da França visitam prisões do Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de novembro de 2005 as 12:08, por: cdb

O secretário de Administração Penitenciária, Astério Pereira dos Santos, recebeu nesta quinta-feira, em seu gabinete na Central do Brasil, delegação formada por 20 agentes da Escola Nacional de Administração Penitenciária da França.

Os franceses, recém-formados no curso de diretor de unidades prisionais, vieram conhecer o sistema penitenciário fluminense, em especial o Grupamento de Intervenções Táticas da Seap (GIT), criado há um ano pela governadora Rosinha Garotinho para conter motins e rebeliões.

Após ser recebida pelo secretário, a comitiva seguiu para a Escola de Gestão Penitenciária, na Rua Senador Dantas, 15, Centro do Rio, onde são formados os novos servidores e oferecidos cursos e palestras de capacitação aos agentes penitenciários.

Os franceses conhecerão as salas de aula, auditório, biblioteca e museu do sistema prisional, além do refeitório, onde almoçarão.

Na sexta-feira (25/11), o grupo, a partir das 9h, irá conhecer o Complexo Penitenciário de Gericinó, maior do estado, com 1.5 milhão de metros quadrados, que abriga aproximadamente 12.500 detentos, custodiados em 19 unidades prisionais.

O complexo passou recentemente por processo de urbanização, revitalização e paisagismo.

Serão visitadas a “fazendinha” que funciona na Casa de Custódia Wilson Flávio Martins (Bangu 5), e a Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino (Bangu 1), uma das unidades prisionais mais seguras do país.

Ainda na sexta, os franceses assistirão a simulação de rebelião nas instalações inacabadas da Penitenciária Bangu 6.

Para conter o “motim”, será empregado o GIT, que aplicará técnicas de invasão de ambiente confinado, entre outras, com utilização de munição não-letal.

Encerrando a visita, o grupo irá almoçar na Penitenciária Industrial Esmeraldino Bandeira, depois de conhecer as instalações da Fábrica de Tijolos Ecológicos que funciona na unidade.

Esta será a primeira vez que servidores da administração penitenciária de outro país conhecerão de perto o sistema prisional do Rio, freqüentemente visitado por representantes de estados da federação.

– Os franceses vão poder observar os investimentos na formação e qualificação de nossos servidores, na maior segurança das unidades prisionais, na área de educação, cultura e trabalho dos internos e principalmente no que diz respeito à utilização da tecnologia e inteligência em prol da administração pública. Tudo isso só foi possível graças a política implementada pela governadora Rosinha Garotinho, que vem dando atenção especial à Seap, desde sua criação, em janeiro de 2003 – explicou o secretário de Administração Penitenciária, Astério Pereira dos Santos.