Aécio oferece voto de confiança a Lula na questão da Bolívia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 5 de maio de 2006 as 12:43, por: cdb

Governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou nesta sexta-feira que confia no presidente Luiz Inácio Lula da Silva para resolver o impasse sobre o gás na Bolívia. Embora acredite que tenha faltado “firmeza” de Lula, Aécio ponderou, no entanto, que para uma situação complexa como esta no país vizinho a solução não é simples. O tucano alertou que a oposição, mesmo estando no papel de contestar o governo, não pode fazer “bravata” em relação ao episódio.

– Fica aí também um voto de confiança… não deveríamos, por estar na oposição, fazer bravata em relação a isso. Vamos confiar que o presidente Lula, com as relações interpessoais que ele tem, possa conduzir isso de forma adequada – disse o governador a jornalistas antes da chegada de Lula à inauguração da usina hidrelétrica Eliezer Batista, em Aimorés, Minas Gerais.

Aécio, embora pertença ao principal partido adversário do PT, tem relações próximas com Lula, sendo por isso muito criticado dentro de seu próprio partido. O impasse surgiu após o presidente boliviano, Evo Morales, ter decretado a nacionalização do setor de de petróleo e gás dia 1º de maio. Na quinta-feira, Lula se reuniu com seus colegas da Argentina, Néstor Kirchner, da Venezuela, Hugo Chávez, e da Bolívia, para discutir preços, abastecimento e integração energética.

O tema principal para o governo brasileiro diz respeito ao aumento do preço do gás exportado para o Brasil e seu fornecimento.