Advogados entram em greve em solidariedade a colega preso no Kwait

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 14 de fevereiro de 2005 as 07:23, por: cdb

Um grande número de advogados kuwaitianos entraram em greve, a partir desta segunda-feira, para mostrar sua solidariedade com um colega detido há duas semanas junto a quinze islamitas durante uma operação antiterrorista.

Os advogados adotaram esta medida de pressão, incomum no rico emirado kuwaitiano, reivindicando a libertação do advogado Osama Munawer, confirmaram fontes judiciais.

Munawer foi preso em 30 de janeiro depois de ser acusado de ter vínculos com os grupos islamitas envolvidos na campanha terrorista que sofre este rico emirado petroleiro, situado nos golfo Pérsico.

Membro de uma prestigiosa família kuwatiana, o advogado se destaca por ser o principal defensor dos islamitas nos julgamentos abertos pelo Estado.

Nas últimas semanas, Kuwait foi palco de freqüentes tiroteios entre forças de Segurança e grupos terroristas que exigem a saída das tropas estrangeiras do país.

Os Estados Unidos utilizaram o desértico território do norte do Kuwait para lançar sua invasão ao vizinho Iraque, e tem ainda destacadas no emirado várias unidades que servem de apoio à sua presença militar em território iraquiano.