Advogado de menina baleada em SP pedirá indenização de R$ 2,5 milhões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de março de 2007 as 20:42, por: cdb

O advogado Ademar Gomes, que vai representar a família da estudante Priscila Aprigio, de 13 anos, baleada durante troca de tiros no assalto a uma agência bancária da Zona Sul de São Paulo, anunciou nesta sexta-feira que vai entrar com uma ação contra o Banco Itaú. Gomes afirmou que vai pedir uma indenização de R$ 2,5 milhões em uma ação por danos morais e materiais.

– Vamos mover um processo contra o Itaú. Todo o mundo sabe que o estado, município e União são os maiores caloteiros. Não compensa brigar com o estado. O banco não pode deixar ninguém entrar armado lá dentro -, afirmou o advogado criminalista.
 
Segundo ele, que afirma ter sido procurado pela família, o valor da indenização será necessário para cobrir despesas hospitalares, farmacêuticas e equipe de psicólogos para a família.

Gomes afirmou que a ação será protocolada na próxima semana.