Advogado ataca tribunal e fere juízes na Turquia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de maio de 2006 as 11:06, por: cdb

Um advogado disparou tiros contra um tribunal no centro de Ancara, onde era realizada uma audiência no Conselho de Estado, a mais alta jurisdição turca, na manhão desta quarta-feira. Cinco juízes ficaram feridos, dois deles com gravidade.

Segundo meios de comunicação local, o agressor, o advogado turco Alan Aparsalan, invadiu o local quando os juízes estavam reunidos em uma sala do oitavo andar do edifício, disparando contra eles e gritando:

– Allu Akbar (Deus é maior), o horror de Deus cairá sobre vocês.

O ataque aconteceu às 9h (3h em Brasília) e o agressor disparou dois cartuchos de balas antes de ser rendido por seguranças do tribunal. O agressor , que está sendo interrogado pela polícia antiterrorista,  foi capturado pelas forças de segurança com sua arma, uma pistola automática de marca Glock. Os motivos do ataque não foram divulgados.

Os dois feridos graves, Mustafá Nirden, presidente do segundo tribunal, que sofreu ferimentos no estômago e no braço, e Mustafá Yucel Ozbilgin, membro da corte, que recebeu um tiro na nuca, são juízes conhecidos por suas posturas pró-laicas.

O tribunal é conhecido por decisões como a proibição de que professoras usem o véu muçulmano e por vetar várias iniciativas do ministério da Educação que favorecem os estudantes islâmicos.

O ministro da Justiça, Cemil Cicek, condenou o ataque e disse que foi aberta uma investigação.

Segundo a agência de notícias turca Anatólia, Aparsalan tentou, sem sucesso, entrar no gabinete do presidente do tribunal na manhã de terça-feira.