Acusados de venda fraudulenta de ações são presos no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 9 de novembro de 2006 as 16:53, por: cdb

Sete pessoas foram presas nesta quinta-feira pela Polícia Federal suspeitas de integrar uma quadrilha que vendia ações, de forma fraudulenta, no mercado financeiro. Cinco acusados foram presos em São Paulo e dois no Rio de Janeiro. Um oitavo suspeito já estava preso em Brasília, segundo informações da assessoria de imprensa da Superintendência do Rio.

Cerca de 160 agentes estão ainda cumprindo 28 mandados de busca e apreensão nos dois estados e no Paraná, desde o início da manhã. Apenas no Rio de Janeiro, nove dos 11 mandados já foram cumpridos pela Polícia Federal.

A polícia acredita que evitou um golpe de aproximadamente R$ 120 milhões, que seriam conseguidos com a venda fraudulenta de ações, a maioria da Petrobras.

O esquema consistia na venda de ações de terceiros, por meio de ordens de transferência de ações (OTAs), com a participação de gerentes de instituições financeiras, corretoras de valores, funcionários de cartórios e especialistas em falsificações.