Acusado de matar modelo é preso em Minas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de maio de 2003 as 11:17, por: cdb

A polícia mineira prendeu nesta quinta-feira o detetive particular Reinaldo Pacífico acusado de ter matado a modelo Cristiana Aparecida Ferreira.

A modelo tinha trânsito em gabinetes do primeiro escalão do governo mineiro. O ex-vice-governador de Minas Newton Cardoso (PMDB), e o ex-governador Itamar Franco chegaram a depor durante o inquérito.

Pacífico – que estava foragido há mais de três meses – foi preso na casa de uma família evangélica, onde estava hospedado, fazendo-se passar por um pastor.

Laudo feito em seguida à exumação do corpo da modelo mostra que ela foi morta por asfixia em 6 de agosto de 2000 em um flat da zona sul de Belo Horizonte.

A investigação foi reaberta pelo Ministério Público depois que um primeiro resultado da Polícia Civil indicava que ela tinha se suicidado, ingerindo veneno para rato.