Acusações dos EUA sobre tráfico de menores é rejeitada por Fidel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 13 de junho de 2003 as 04:35, por: cdb

Nesta noite de quinta-feira, o presidente cubano, Fidel Castro, rejeitou as acusações do departamento americano de Estado de que Havana “facilita e estimula” a exploração sexual de menores.

– Isto é verdadeiramente infame, grosseiro, cínico e repugnante – disse Castro no discurso de encerramento de um congresso internacional sobre Cultura e Desenvolvimento.

Em um relatório divulgado na quarta-feira, Washington afirmou que Cuba, República Dominicana e outros 13 países não fazem qualquer esforço para deter o tráfico de pessoas.

O texto afirma que Havana permite a exploração sexual e o trabalho forçado de menores, “fechando os olhos” porque precisa de divisas.

– Tudo isso ofende, é um insulto à família cubana, às crianças, a todos. Calúnias grosseiras como estas só multiplicam nossa capacidade e decisão de lutar – disse Castro irritado com o fato.