Acupuntura é o novo aliado dos tratamentos para infertilidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 17 de outubro de 2006 as 15:50, por: cdb

Pesquisas realizadas em universidades e institutos de pesquisa em vários países, incluindo o Brasil, comprovaram o aumento do uso da acupuntura no tratamento de reprodução assistida para casais com quadro de infertilidade. O ínide de gravidez subiu 30%. De acordo com os principais trabalhos científicos, a acupuntura apresenta emlhores resultados no tratamento da infertilidade quando está associada às técnicas de reprodução assistida como a Injeção Intracitoplasmática de Espermatozóide (ICSI) e Fertilização in vitro (FIV). Em 2002, foi publicado um estudo em que foi relatada uma melhora significativa nas taxas de gravidez de 26 para 42% com o uso da acupuntura.

No Brasil, uma das pioneiras neste trabalho é a Clínica Chedid Grieco Medicia Reprodutiva, em São Paulo. O processo consiste na realização da acupuntura no dia da transferência de embriões.

Para o dr. Decio Roberto Kamio Teshima, ginecologista especialista em acupuntura, este tratamento auxilia no processo de fertilização já que “causa o aumento do fluxo de sangue para o útero, aumentando a espessura endometrial, melhorando, dessa forma, a receptividade aos embriões”.

– A liberação das endorfinas no sistema nervoso central, causa a diminuição do stresse emocional e da ansiedade que é muito frequente em casais inférteis, regulando hormônios femininos, evitando assim a sua oscilação -, explica Teshima.

O ginecologista relata que já atendeu muitos pacientes onde obteve um índice de gravidez de 51% comprarado a 21% nos pacientes que não forma submetidas a acupuntura.

– A acupuntura também pode ser aplicada em mulheres com aletralções ovarianas como a síndrome dos ovários policísticos ou outras doenças anovulatórias e na endometriose -, explica.

O tratamento com o uso de agulhas também é um forte aliado para homens com problemas de infertilidade.

– O processo de melhora desse caso acontece quando a morfologia dos espermatozóides melhora devido a um maior fluxo de sangue para o testículo, com maior migração de agentes antioxidantes -, disse.

– No espermatozóide, ocorre uma melhora na forma e na posição do acromossomo que é responsável pela entrada do esperamatozóide no óvulo -, completou.

Mesmo obtendo altos índices de sucesso, a acupuntura não pode ser aplicada a todos os casos. Dr. Teshima esclarece que miomas, pólipo endometrial, sinéquias uterinas, malformações, doenças de trompas ou processos infecciosos não podem ser tratados com a acupuntura e necessitam de tartamento específico.

Os estudos sobre este novo processo que ajuda em casos de infertilidade foi premiado no último Congresso Brasileiro de Acupuntura.