Ações da Força Nacional serão definidas entre governos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 14 de janeiro de 2007 as 18:55, por: cdb

A gestão integrada da segurança pública no Sudeste, acertada entre os governadores dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo,Espírito Santo e Minas Gerais, começa a se viabilizar, na prática, nesta segunda-feira, contando com o reforço  de efetivo da Força Nacional de Segurança Pública.

De acordo com informação da assessoria de imprensa da Secretaria Nacional de Segurança Pública, as ações iniciais da Força Nacional serão definidas amanhã e divulgadas em entrevista coletiva, que deverá contar com a presença do ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, do secretário Nacional de Segurança Pública, Luís Fernando Correia, e do comandante da Força, coronel Aurélio Ferreira.

O encontro será realizado no Palácio Guanabara e prevê, ainda, a participação do secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame. O ministro discutirá na ocasião com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, a instalação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI).

A entidade reúne diversos órgãos e representantes do governo federal e dos quatro estados membros, visando ao planejamento de ações policiais, o intercâmbio de informações e o uso compartilhado de recursos para combate ao crime organizado.

O grupo se reunirá a cada dois meses em uma das capitais do Sudeste, para análise dos resultados das ações empreendidas e elaboração de novos planos contra o crime, segundo a assessoria de imprensa do  governo fluminense.