Ação social beneficia mais de 300 mulheres em Itaboraí

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 27 de março de 2012 as 13:39, por: cdb

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Cerca de 300 mulheres participaram das atividades da segunda edição do Projeto Salto Alto, realizado na Praça Marechal Floriano Peixoto, Centro de Itaboraí. Promovido pela Prefeitura de Itaboraí, através da secretaria municipal de Educação e Cultura, o projeto teve como objetivo destacar a importância da mulher na sociedade, seus desafios e conquistas, ao longo da história.

O prefeito Sérgio Soares falou sobre sua admiração pelo público feminino e a sua satisfação em poder dividir a administração municipal com tantas mulheres. “Elas merecem ter um dia especial. Tenho orgulho de trabalhar com pessoas tão dedicadas e competentes, que só tem somado ao nosso Governo”, ressaltou, pedindo à Banda Municipal para tocar a música “Mulher Brasileira”, de Benito de Paula.

O evento foi repleto de atividades voltadas para o público feminino. Palestras e orientações sobre saúde, dicas de beleza, direitos e benefícios, corte de cabelo, aferição de pressão e glicose, massoterapia, isenção de taxas da segunda via de emissão de carteira de identidade e certidão de nascimento, odontomóvel, oportunidades de trabalho e cursos para geração de renda foram algumas das ações desenvolvidas pelo projeto.

A programação abordou a mulher em suas diversas expressões: avó, mãe, filha e esposa. A peça “Simplesmente Mulher”, apresentada no Teatro Municipal João Caetano retratou essa realidade. Logo em seguida, na tenda principal, a Prefeitura de Itaboraí homenageou cerca de 20 mulheres do município, que fazem parte da história da nossa cidade.

“Mulheres como Joana D’Arc, Madre Tereza de Calcutá e a atual Presidenta Dilma Rousseffn são referências e exemplos para nós. Isso mostra o quanto evoluímos, sem deixar de lado a vaidade feminina e a sensibilidade, que é uma peculiaridade nossa”, disse a secretária municipal de Educação e Cultura, Georgina Salles.

Violência doméstica

A violência doméstica também foi um dos temas mais discutidos durante a programação. Baseado na Lei Maria da Penha, o Doutor Jorge Luiz Abreu, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), destacou a importância da conscientização dos direitos da mulher na sociedade. “A mulher não é um objeto de pancada. É preciso coragem para denunciar os agressores”, afirmou, Acrescentando que o número de registros têm aumentado consideravelmente, demostrando que “as mulheres estão mais conscientes dos seus direitos e confiando na justiça”, destacou.

De acordo com a coordenadora do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), Jussara Florinda, é preciso lutar pela defesa da mulher e acabar com o abuso contra o chamado “sexo frágil”. “Eu tenho muito orgulho das mulheres que são guerreiras, que têm coragem e denunciam a violência doméstica. Precisamos batalhar para, juntas, alcançarmos a vitória”, afirmou.

Para encerrar o dia de atividades, um desfile de moda, com coleção das grifes da cidade e peças produzidas pelos alunos da Escola de Artes e Ofício da Prefeitura, que apresentaram roupas confeccionadas pelos alunos da própria unidade escolar. Todo o material reciclado, como jornal, tnt, camisinha. Um show com a Banda Versta também contagiou a noite de sexta-feira.

 

 

Por Francine Carla e Flávia Mena / Foto Sandro Giron