Ação de erradicação do trabalho infantil será integrado ao Bolsa Família

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de novembro de 2005 as 11:50, por: cdb

Até o final do ano, o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) será integrado ao Bolsa Família.

O ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, informou em entrevista coletiva a emissoras de rádio que a mudança permitirá o atendimento de todas as crianças e adolescentes que trabalham em condições impróprias no país.

– Com a integração, o repasse será feito pelo Bolsa Família e todos os recursos do Peti serão destinados às ações sócio-educativas, a essa ação de parceria, de cooperação com as prefeituras – explicou.

A estimativa, segundo o ministro, é que 3 milhões de crianças e jovens brasileiros estejam submetidos ao trabalho precoce e insalubre.

O atendimento de todos eles pelo Peti deve se dar até o final de 2006. Atualmente, um milhão de jovens é beneficiado pelo Peti.

As famílias que vivem nas cidades recebem R$ 40 por filho. Na área rural, o valor do benefício é de R$ 25.

As prefeituras também recebem recursos do Peti para oferecer aos jovens atividades sócio-educativas, como reforço escolar e atividades culturais e esportivas.

Patrus Ananias disse que as famílias já atendidas não vão precisar fazer um novo cadastramento. Segundo o ministro, a integração do cadastro dos dois programas vai ser feito pelo próprio ministério.

– Os benefícios serão muito grandes. Existem desafios que nós estamos enfrentando e superando porque são programas diferentes, com matrizes e cadastros diferentes. Então, nós estamos fazendo (a integração) com segurança, com determinação, mas com prudência para que não haja nenhum prejuízo para as famílias atendidas – afirmou.