AAA 7 de Setembro de 2011 – 13h12 TV afirma que Kadafi está bem e continua na Líbia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de setembro de 2011 as 10:51, por: cdb

Muammar Gaddafi e seu filho Saif al-Islam permanecem na Líbia e estão bem, afirmou nesta quarta-feira (7) à AFP Michan al-Juburi, diretor do canal de televisão árabe Arrai, o único meio de comunicação que mantém contato com ambos.

“Posso afirmar que conversei com Gaddafi muito recentemente. Está na Líbia, está com ótimo ânimo, se sente forte, não tem medo e espera morrer combatendo os ocupantes”, afirmou o ex-deputado sunita iraquiano.

“O filho Saif al-Islam tem o mesmo estado de ânimo”, acrescentou Juburi.

Questionado sobre como entra em contato com Kadafi, respondeu: “Quando preciso falar com ele, envio uma mensagem ou ele é quem entra em contato comigo quando quer enviar uma mensagem”.

Juburi, de 54 anos, criou a emissora em Damasco em 2006. Após a queda de Tripoli, o Kadafi permanece foragido, mas já divulgou diversas mensagens de áudio por meio do canal Arrai.

Vídeo com a família

O lado “brincalhão” de Muammar Kadhafi está à mostra em um vídeo caseiro divulgado nesta quarta-feira (7) na Líbia. As imagens foram obtidas pela Reuters e teriam sido feitas em 2005 em Trípoli.

Em uma das passagens, o “Irmão Líder” pergunta várias vezes à neta se ela o ama. A menina se esquiva dele quando ele se senta ao lado dela numa das tendas de seu complexo em Trípoli e mexe no cabelo dela.

O cenário de fundo é bastante informal, sem nenhum dos bens luxuosos que lotavam o complexo particular de Saadi Kadhafi, que filmou o vídeo com a filha e o seu pai juntos.

Toalhas de plástico cobrem o chão, Kadhafi se senta num divã coberto com mantas nas quais o irmão mais jovem da garota está dormindo. Três homens sentam-se em cadeiras de escritório na entrada. Um deles se levanta quando Kadhafi entra.

Uma bandeja colocada numa mesinha na frente dele está repleta de jarras e garrafas. Fora, há camelos e a câmera mostra uma churrasqueira.

Saadi Kadhafi, ex-jogador de futebol profissional, disse à CNN na segunda-feira que estava perto da cidade de Bani Walid, um dos últimos redutos dos simpatizantes de Kadhafi, que agora está cercada pelos seus oponentes, e estava tentando promover a paz.

Fonte: Da redação, com agências