900 PMs vão ocupar a Rocinha permanentemente

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 10 de abril de 2004 as 21:49, por: cdb

As favelas da Rocinha e do Vidigal serão ocupadas por 900 homens da PM. O anúncio foi feito neste sábado pelo comandante-geral da PM, coronel Renato Hottz. Os homens serão divididos em três turnos, com 300 homens em cada um, a partir da próxima segunda-feira.

A ocupação será permanente e os PMs receberão reforço, durante o dia, de 90 policiais civis, que farão batidas em pontos estratégicos das favelas, apoiados pelo Batalhão de Operações Especiais da PM (Bope).

O anúncio da ocupação dos morros é a resposta do governo do Rio de Janeiro à escalada de violência nas favelas desde quinta-feira. Sábado, o secretário de Segurança Pública do Rio, Anthony Garotinho, interrompeu seu descanso em Angra Reis, onde passaria o feriado da Semana Santa, para tratar do assunto.

Os tiroteios na favela da Rocinha deixaram sete mortos desde a última sexta-feira. Mais 200 policiais foram deslocados na manhã de hoje para o local, zona Sul do Rio, elevando para 580 o efetivo do Bope. Esta tarde, durante a operação, o traficante Aroldo Santos, 23 anos, foi preso e outro, ainda não identificado, morreu em um tiroteio com a polícia.

Dois bandidos que foram baleados no tiroteio de ontem à noite morreram hoje. Eles haviam sido levados para o Hospital Miguel Couto na madrugada deste sábado.

O tenente Marcelo Rolim e o soldado Luiz Cláudio Gomes Ramos, mortos em confronto com traficantes, também na noite de ontem, foram enterrados hoje no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. O corpo da mineira, Telma Veloso Pinto, 38 anos, foi levado para Belo Horizonte para ser sepultado. Ela foi morta por bandidos durante uma falsa blitz na Avenida Niemeyer, próxima à Rocinha.

Outras duas vítimas foram moradores da comunidade. A monitora de ônibus escolar Fabiana Santos Oliveira, de 24 anos, e o skatista Wellington da Silva, de 27 anos, foram atingidos por balas perdidas. O corpo do skatista foi velado na Igreja Nossa Senhora da Aparecida, que fica no Largo do Boiadeiro. O enterro será no próximo domingo, às 11h, no Cemitério São João Batista, em Botafogo.