400 pessoas prestigiam primeira reunião preparatória para o Orçamento Participativo 2013

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de março de 2012 as 14:45, por: cdb

A primeira reunião preparatória para esclarecer a população sobre o Orçamento Participativo (OP) de 2013 reuniu nesta quinta-feira (1/3) cerca de 400 representantes de sociedades amigos de bairro da cidade, o prefeito, secretários e técnicos da Administração. O encontro aconteceu no Centro de Referência do Idoso (CRI), na região central de São Bernardo do Campo. Até 14 de abril serão mais seis reuniões segmentadas, com representes de diversos setores do município – como sindicalista e acadêmico -, e 20 reuniões com a população.

No encontro, os participantes puderam ouvir do prefeito detalhes sobre como funciona o Orçamento Participativo, cujas plenárias deliberativas deste ano começam em abril. Também foi feito um balanço de como demandas escolhidas como prioridade pela população no OP de 2010 foram incorporadas ao orçamento de 2011. Os representantes das sociedades de bairro tiveram a oportunidade de falar a respeito das demandas do OP que estão sendo executadas na cidade.

Para o prefeito, conseguir reunir tantas pessoas interessadas na organização das plenárias do Orçamento Participativo é uma prova de que o processo está no caminho certo.

“Essa participação começou lá atrás, ainda em 2009, com a realização de 29 plenárias e que resultaram na elaboração do Plano Plurianual Participativo (PPA) 2010-2013. Em 2010 organizamos com sucesso as plenárias deliberativas do Orçamento Participativo, que é bianual, e esse ano começamos a nos preparar para o OP 2013”, explicou o chefe do Executivo.

Ele esclareceu ainda que o Orçamento Participativo dá transparência a todas as ações de governo, pois promove uma discussão nas plenárias não só das demandas apresentadas pela comunidade, mas de todas as ações da Administração. Ele também convocou a população a participar das reuniões preparatórias e, depois, das plenárias do OP.

Ainda serão feitas seis reuniões segmentadas, até dia 7 de março, com representantes de sindicatos, igrejas, universidades, empresários, partidos políticos e terceiro setor. A partir do dia 12 de março começam as reuniões com a população em 20 regiões de todo o município. Esses encontros são destinados às lideranças locais, conselheiros do OP, agentes comunitários de saúde e população em geral.