317 mil relógios piratas são apreendidos no Porto de Santos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de setembro de 2003 as 20:32, por: cdb

A Alfândega do Porto de Santos apreendeu cerca de 317 mil relógios de pulso falsificados. A carga é considerada pela inspetora Diva Alves Kodama a maior já apreendida deste tipo no Brasil e foi apresentada nesta quarta-feira.

A mercadoria estava a bordo do navio P&O Nedlloyd Chusan. Os relógios foram embarcados em Hong Kong (China) e o destino era Montevidéu (Uruguai).

Segundo a inspetora, a carga apresenta também risco à saúde pública. “Muitos relógios são infantis. Mas o material usado é tóxico e algumas peças, por serem muito pequenas, se soltam com facilidade, podendo ser engolidas pelas crianças”, disse Diva Kodama.

As investigações do Grupo de Operações Especiais e Marítimas do órgão foram concluídas nos últimos dias, com a confirmação dos detentores das marcas sobre a falsificação das cargas. Em relatórios enviados aos agentes, as empresas atestaram que as mercadorias não apresentavam as configurações de segurança e qualidade das originais.

Entre as marcas pirateadas estão Casio, Baby, Illuminator, Barbie, Condor, Harry Potter, Looney Tunes, Meninas Superpoderosas, Orient, Dumont, Magnum, Technos, Citysow, Tissot e Swatch.