25 mil hectares de florestas russas são devastadas por incêndio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 8 de junho de 2003 as 10:20, por: cdb

Os incêndios florestais já atingem 25 mil hectares de florestas no extremo oriente da Rússia. Conforme o serviço aéreo de proteção florestal, nas últimas 24 horas surgiram outros onze focos.
Ao todo, na vasta zona desde a costa do Pacífico até o lago Baical, foram detectados 77 focos de fogo. De acordo coma agência Itar-Tass, não há equipamento adequado para lidar com o problema.

Embora há até pouco tempo a maioria dos incêndios tenha sido provocada por descuido humano, ultimamente a causa mais freqüente são os raios durante as tempestades. É especialmente grave a situação na região de Khabarovsk, onde foram registrados 14 incêndios, a metade deles de grande extensão.

No parque natural de Bótchinsk, ardem 3,9 mil hectares de florestas e outros três focos surgiram ontem, após uma forte tempestade na zona do rio Jor. Mais a oeste, na região de Irkutsk e da circunscrição autônoma de Ust-Ordinsk, o calor e o vento aumentaram a superfície em chamas em 25% nas últimas 24 horas.

Já nas zonas costeiras do Baikal, o fogo arrasa 15 grandes zonas e se estende a 4,5 mil hectares, ameaçando os povoados de Nizni Kochergat e Máloye Goloústnoye, com mais de mil habitantes. Durante três dias, a população tenta limitar o alcance do fogo, cortando árvores e criando cercas de proteção. Ao todo, na zona do Baikal lutam contra o fogo quase 2 mil pessoas, entre bombeiros, guardas florestais e moradores.

Nas zonas costeiras do Pacífico e do rio Amur, a situação é melhor, pois as 1,28 mil pessoas que combatem o fogo nessa imensa zona contam com 25 aviões e helicópteros especiais e não há ameaças diretas às cidades.