2 a 0: Figueirense supera o São Caetano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de setembro de 2003 as 19:47, por: cdb

Nem bom futebol, nem reabilitação. Ao invés disso, o São Caetano acumulou sua terceira derrota consecutiva em apenas uma semana ao cair diante do Figueirense, por 2 a 0, neste domingo à tarde, no estádio Anacleto Campanella, no ABC. Com o resultado, o time catarinense somou 42 pontos enquanto o paulista segue com 45.

A vitória justa foi muito comemorada pelo técnico visitante, Luis Carlos Ferreira, um dos primeiros a participar do projeto vitorioso do time do ABC nas temporadas de 1997 e 1998, quando conseguiu dois acessos para o São Caetano: da Série C para B no Brasileiro e da Série A3 para Série A2 em São Paulo.

– Vibrei com a vitória, mas sem nenhum sentimento de vingança porque adoro este clube – esclareceu Ferreira, muito saudado pelos poucos torcedores presentes no estádio.

O que eles não gostaram foi da atuação do São Caetano, que voltou a decepcionar na parte ofensiva e falhou na defesa. Faltou criatividade ao time, que no meio da semana tinha perdido para o Santos, por 1 a 0, pela Copa Sul-Americana, e na última rodada do Brasileiro caiu diante do Paysandu, também por 1 a 0, em Belém.

Mesmo assim, o time teve o domínio do jogo no primeiro tempo, quando criou três boas chances. Capixaba chutou por cima aos 23, Somália cabeceou para a defesa de Edson Bastos aos 27 e Marcinho deu um giro para fora aos 33 minutos.

O Figueirense não desperdiçou suas chances no segundo tempo. Aos 17 minutos, Sandro Gaúcho foi lançado livre e só teve o trabalho de desviar de Silvio Luiz. O golpe final aconteceu aos 33 minutos, numa cobrança de falta de Márcio Goiano, da linha intermediária.

O técnico Tite tentou de tudo para vencer. Tirou o volante Marcelo Mattos para a entrada do atacante Warley, colocou o meia Matheus no lugar do ala Zé Carlos e trocou Somália por Adhemar.

Nada adiantou. O time ficou exposto no setor defensivo e sofreu mais uma derrota. A esperança, agora, é se recuperar contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, quinta-feira. O Figueirense vai atuar em casa, contra o Fluminense, também na quinta-feira.