15 pessoas morrem em confronto entre a polícia e manifestantes na Bolívia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 14 de outubro de 2003 as 03:08, por: cdb

Ao menos 15 pessoas foram mortas na última segunda-feira quando a polícia boliviano entrou em confronto com manifestantes armados com bodoques e pedras exigindo a saída do presidente Gonzalo Sánchez de Lozada.

Sánches de Lozada, um aliado dos Estados Unidos na guerra contra as drogas, se recusou a deixar o governo.
 
– Não vou renunciar. A Bolívia está em perigo – disse o presidente em discurso me discurso transmitido pela televisão.

Mais de 50 pessoas foram mortas num mês de protestos realizados por milhares de trabalhadores e camponeses contra a política econômica de livre mercado de Lozada e por seu fracasso em diminuir a pobreza no país.

A Assembléia de Direitos Humanos da Bolívia disse que 14 pessoas, incluindo dois soldados, foram morto em La Paz e no subúrbio industrial de El Alto, enquanto a televisão local informou que um outro manifestante foi morto em protestos no distrito de Santa Cruz.