14 países da América e Europa criam ‘Promotor Virtual’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de julho de 2003 as 11:59, por: cdb

Representantes de 14 países da América e da Europa concordaram em criar uma procuradoria virtual com o objetivo de lutar contra o crime organizado internacional.

A iniciativa, chamada de “Promotor Virtual”, foi lançada em um encontro de ministros e representantes da área da Justiça em Cartagena, na Colômbia.

De acordo com o procurador-geral da Colômbia, Luis Camilo Osório, o objetivo do projeto é aumentar a cooperação e a troca de informações entre as polícias e os poderes judiciários dos países envolvidos, para ajudar a combater crimes transnacionais como a lavagem de dinheiro, o tráfico de drogas e o terrorismo.

Osório disse que o “Promotor Virtual” pode começar a funcionar dentro de um ano, desde que os países envolvidos adotem a legislação que permitirá sua existência.

Justiça integrada

A reunião em Cartagena contou com a participação de representantes de Argentina, Colômbia, Chile, Equador, Espanha, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Paraguai, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

O representante uruguaio afirmou durante o encontro que o órgão deve operar em todo o Mercosul – incluindo, assim, o Brasil.

– O objetivo é criar uma Justiça regional integrada e eficaz, contra o terrorismo e as demais faces do crime organizado – disse Osório.

– A procuradoria virtual significará a possibilidade de subir um degrau a mais na cooperação internacional, que hoje em dia só é feita por meio da Interpol, para que o aspecto judicial passe a ter reconhecimento em outros países.

Na reunião em Cartagena, os participantes redigiram um documento estabelecendo as diretrizes do novo órgão, que será submetido aos legislativos dos diferentes países.