14 cidades em MG estão em situação de emergência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 19 de janeiro de 2003 as 23:28, por: cdb

Minas Gerais mantêm 14 municípios em situação de emergência por causa das fortes chuvas que atingem a região. A cidade de Caratinga (no leste mineiro) continua com estado de calamidade pública. Em processo de decretação de estado de calamidade pública há 22 municípios.

Segundo a Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais (Cedec), 40 pessoas morreram até agora em decorrência dos temporais que atingem o Estado desde o início do ano. Há 73 feridos, 1.343 desabrigados e 8.271 desalojados. Desde a última quinta-feira, a Defesa Civil registrou 39 mortos. Há 95 feridos, 1.500 desabrigados.

A situação de emergência é decretada pelo município e homologada pela Defesa Civil do Estado com o objetivo de facilitar a liberação de verbas pelo governo federal. O município fica dispensado de licitação para a compra de artigos destinados a atender à população atingida.

Em casos de calamidade, o Estado ou o município pode receber socorro do governo federal

De acordo com as previsões meteorológicas, as precipitações em Minas Gerais devem continuar até o dia 21.

Aposentada
A aposentada Maria das Graças da Silva Morais, 55, teve as pernas esmagadas após ter sido atingida pelo desabamento de um muro, em Caratinga.

Ela chegou a ser levada para Belo Horizonte, mas não resistiu. Já são quatro os mortos na cidade. Uma menina de dois anos, levada pela rio Caratinga na quinta-feira, ainda não foi encontrada pelos bombeiros.

Em Belo Horizonte, todos os corpos das vítimas da noite de quinta-feira já foram localizados. Em Contagem, as duas últimas pessoas desaparecidas nos escombros de três casas destruídas pela queda de um barranco também foram encontradas. Dez pessoas morreram no local.

Abrigos
Bombeiros e Defesa Civil estão encontrando problemas para retirar moradores das áreas de risco. A orientação é que eles sejam levados para abrigos, mesmo que demonstrem resistência. As pessoas temem que suas casas sejam saqueadas ou invadidas.

Os moradores do Morro das Pedras, onde nove crianças e adolescentes de uma só família morreram, estão sendo cadastrados pela Prefeitura de Belo Horizonte para que sejam alojados em abrigos municipais.

A prefeitura disponibilizou um telefone (0/xx/31/ 3277-4212) para quem quiser doar produtos de higiene pessoal, roupas, toalhas de banho e móveis.

Mapeamento
O ministro Olívio Dutra (Cidades) anunciou ontem que fará um ‘mapeamento detalhado’ das áreas de risco ocupadas por habitações em todo o país. O objetivo é adotar medidas preventivas contra tragédias como deslizamentos de terras.

Olívio pretende, em parceria com o Ministério da Justiça, regularizar assentamentos urbanos, transferindo as pessoas para locais ‘menos vulneráveis a fenômenos meteorológicos’.